Buscar
  • Priorize+

Importância do exercício físico para a saúde mental de idosos


Antes de mais nada, precisamos quebrar alguns tabus. Envelhecer não significa, necessariamente, que tenhamos que nos render às debilidades motoras. Continuar estimulando os músculos e fortalecendo sistemas estruturais é fundamental.


Além de melhorar o condicionamento físico, a prática regular de exercício físico também melhora a capacidade cognitiva e diminui os níveis de ansiedade e estresse de maneira geral.


Fazer exercícios contribui para melhorar a autoestima, o autoconceito, a imagem corporal, as funções cognitivas e de socialização de idosos que apresentam algum risco de saúde mental.


Dentre os diversos transtornos que afetam os idosos, a saúde mental merece especial atenção. Depressão e demência têm incapacitado idosos em todo o mundo por levarem à perda da independência e quase inevitavelmente, da autonomia. As desordens mentais comprometem 20% da população idosa, entre as quais se destacam a demência e a depressão como prevalentes. No Brasil, aproximadamente 10 milhões de idosos sofrem de depressão.


Fazer exercício físico regular pode retardar os declínios funcionais. Assim, uma vida ativa melhora a saúde mental e contribui na gerência de desordens como a depressão e a demência. Existe evidência de que idosos fisicamente ativos apresentam menor prevalência de doenças mentais do que os não-ativos.


Manter os idosos fisicamente ativos é fundamental para a qualidade de vida deles. Não devemos achar que existe um momento certo ou mesmo que já se passou da hora de iniciar uma vida mais ativa. Iniciar um programa de treinamento é algo que deve ser feito em qualquer momento e a idade jamais pode ser um fator limitador.


Cuide do seu corpo. A sua saúde agradece!


#priorizemais#treinamentofuncional#fitness#idosos#saúdemental

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 

©2021 por Priorize Serviços de Condicionamento Físico LTDA.

28.474.440/0001-08